Com a missão de valorizar o interior de Goiás, fazendo com que cada cidadão sinta orgulho de suas raízes, o governador Ronaldo Caiado e empresários assinaram, na tarde da última terça-feira, dia 16, protocolo de intenções para instalação de 27 novas empresas no Estado. A ação, que contempla cidades em todas as regiões do Estado, representa um salto de desenvolvimento nesse início de governo, cuja expectativa é gerar mais de 15 mil empregos diretos e indiretos, movimentando R$ 600 milhões.

Para uma plateia repleta de empreendedores, prefeitos e vereadores, que lotaram o auditório Mauro Borges no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, Caiado reafirmou o seu compromisso em levar desenvolvimento e industrialização para os municípios goianos, bandeira que defende desde quando se candidatou à presidência da República, em 1989, sob slogan ‘A força vem do interior’. “Sou aliado de todos os prefeitos que quiserem fazer uma política correta, para que o cidadão seja beneficiado”, salientou o governador.

Secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais destacou que as empresas que assinaram o protocolo de intenções nesta tarde serão instaladas em 21 cidades goianas. A distribuição, reforçou, atende à determinação do governador de regionalizar o desenvolvimento em Goiás. Segundo o secretário, essa solenidade representa o primeiro passo de um grande projeto. “Já convocamos os prefeitos, porque queremos instalar novas empresas nos 246 municípios”, enfatizou.

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, informou na solenidade que o Estado está liberando 47 licenças ambientais, sendo uma prévia. Ou seja, a partir de hoje, além das 27 empresas que assinaram o protocolo de intenções, há outro grupo apto a iniciar as atividades. “O cumprimento dessas licenças vai garantir que os investimentos em Goiás são seguros para a economia, os empresários e o meio ambiente”, ressaltou.

O vice-governador Lincoln Tejota destacou o salto que Goiás dará na geração de empregos. Paralelo a isso, disse que o governo estadual tem se atentado a outras áreas prioritárias, como melhorias na infraestrutura, segurança pública, saúde e educação. “Estamos cuidando do nosso povo e dando resposta a problemas históricos”, salientou. “Quem leva uma economia não é somente o governo, mas também o setor privado, que faz a gente crescer, que gera emprego e renda. É isso que queremos”, acrescentou a secretária da Economia, Cristiane Schmidt.

Prefeito de Goiânia, Iris Rezende elogiou a regionalização do desenvolvimento ao dizer que Caiado “começa a traçar um novo rumo em Goiás”. Sobre a instalação de novas empresas, o gestor municipal afirmou ter convicção de que os empresários serão bem recebidos. Para ele, a população goiana é “especial e diferente, porque historicamente carrega um pouco da cultura de cada parte do país”.

O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial de Goiás (Adial Goiás), Otávio Lage de Siqueira Filho, afirmou que é parceiro de Caiado e colocou a entidade à disposição nesse projeto liderado pelo governador de “construir um Estado melhor”. Atrair novas empresas, argumentou, vai dar condições para Goiás sair da crise econômica. “Estamos aqui para participar e agradecer ao governo por estar praticando essa política que a gente sempre defendeu”, disse Otávio, ao lado do presidente da Adial Brasil, José Alves.

Veja lista dos municípios que receberão as novas empresas: Acreúna, Anápolis, Anicuns, Aparecida de Goiânia, Cezarina, Firminópolis, Formosa, Goiânia, Goiatuba, Itumbiara, Jandaia, Palmeiras, Piracanjuba, Piranhas, Sanclerlândia, Santo Antônio da Barra, São Luís de Montes Belos, Paranaiguara e Porangatu (outras duas cidades a definir).