A mina de Chapada e o projeto Suruca estão no oeste do Brasil

A Yamana Gold Inc. (TSE: YRI) (NYSE: AUY) anunciou na segunda-feira que concordou em vender sua mina brasileira para a Lundin Mining Corporation ( TSE: LUN ) (OTCMKTS: LUNMF) por US $ 1 bilhão.

A mina de Chapada, localizada no estado de Goiás, é uma operação de cobre-ouro que começou a produção em 2007.

Sob os termos do contrato, a Yamana receberá US $ 800 milhões após o fechamento da venda, com uma contrapartida adicional de US $ 125 milhões, com base no preço do ouro, US $ 100 milhões, com base no desenvolvimento de um circuito de pirita para otimizar a operação. royalties sobre o projeto de ouro Suruca adjacente.

O projeto Suruca fica a sete quilômetros a nordeste de Chapada e tem um perfil anual estimado de produção de cerca de 150.000 onças.

“Embora a Chapada tenha sido um ativo valioso para a Yamana, a transação de venda proporciona um ganho significativo, oferece um alto retorno após impostos e reposiciona financeiramente a empresa com uma melhoria significativa e imediata da flexibilidade financeira geral”, disse Peter Marrone, CEO da Yamana. em um comunicado.

Valor de curto prazo

De acordo com Marrone, a venda permite que a mineradora busque oportunidades de portfólio de maximização de valor no curto prazo e aumente o retorno aos acionistas, inicialmente por meio de um aumento de 100% no dividendo anual.

As ações canadenses da Yamana fecharam na sexta-feira em C $ 3,41, enquanto suas ações listadas nos EUA subiram quase 1% no pré-mercado na segunda-feira, para US $ 2,58.

As ações da Lundin estavam sendo negociadas a C $ 6,83 no Canadá e a US $ 5,11 ao sul da fronteira no fechamento de sexta-feira.